Archive for abril \05\UTC 2009

O Iron Maiden arrasou em show inesquecível

abril 5, 2009

No último dia 31 de março (2009) a banda inglesa Iron Maiden fez sua primeira (e histórica) apresentação em Recife. Um espetáculo! Goste você ou não do heavy metal, o show – Somewhere Back in Time – foi daqueles que vale cada segundo. Alguns pontos merecem destaques.

O sucesso foi por conta da qualidade dos músicos – o vocalista, os três guitarristas, o baixista e o baterista demonstraram o que é qualidade musical e sinergia de equipe no palco. O resultado foi maior do que a soma dos valores individuais de cada um dos músicos. Um excelente som e na altura certa (e pasmem: provavelmente com um volume menor do que muito show de bandas de rock nacionais e até de outros gêneros). Som no volume certo para uma qualidade musical impecável!

O show começou pontualmente às 21h. Pasmem: mesmo com um público estimado em 20 mil pessoas, uma estrutura gigantesca e um local que estava sendo usado pela primeira vez para shows deste tipo (o Jockey Clube de Pernambuco) a pontualidade foi britânica! Um exemplo de referência para todos nós: artistas e sociedade brasileiros.

A energia dos componentes da banda – alguns já com mais de cinquenta anos – foi impressionante. Como pode uma banda com 35 anos de existência e sei lá quantas apresentações manter tal energia e vitalidade. Todos drogados!! Certamente não meu amigo. E esta energia contagiou os fãs que retribuiram com muita energia e cantando, em inglês, as músicas da banda. Em particular a empatia do vocalista Bruce Dickinson com o público e Recife foi contagiante. Até uma coruja branca (coruja das torres) veio ver a banda através de um sobrevoo sobre a platéia. Fear of the dark!

A platéia foi outro show à parte. Pessoas de vários estados do Norte e do Nordeste presentes. Difícil foi achar alguem sem uma camisa (preta) do Iron Maiden. Muita vibração demonstrada na dança pulada com as mãos para o ar. E, claro, cantando com a banda. “Agora já posso morrer!” expressava bem o espírito que invadia os fãs.

Finalmente, a organização foi cuidadosa. Portões abertos logo cedo, serviço de bebida eficiente e seguro, seguranças educados e alinhados com os objetivos do show. Nem uma ocorrência de briga ou manifestação de violência. Padrão a ser seguido e que abriu o caminho para novas bandas – que tiveram papel importante na vida de tanta gente por aqui e que nunca teriam oportunidade de ve-las ao vivo – venham mostrar sua arte por estas bandas.